A Policia Nacional , apresentou hoje através do um investigador indicado, os presumíveis autores do crime que chocou o pais em 2012, o Assassinato de Jorge Valério (Tucho ou Jay Jay).

Segundo a Policia, Jessica Coelho com temor de vir a ser exposta por fotos comprometedoras, que o namorado tinha n altura, pediu ao seu motorista  para arranjar três marginais para matar o namorado.

Jessica foi altura questionada se ela estava preparada financeiramente, e psicologicamente para este ato.

O crime bárbaro custaria-lhe 8000 Mil dólares na altura Jessica tinha adiantado apenas 500USD.

Ainda sobre o caso Jorge Valerio, segundo informações que chegam a redação da Platina Line, Jessica Coelho pediu ajuda ao motorista para encontrar marginais que matariam Jorge Valerio. Dizem tambem que Jessica ja tinha contratado outros jovens para o "assassinato" mas que acabaram fugindo. A susposta Assassina tem 17 anos. A Platina Line acredita e respeita o facto de Jessica Coelho ser inocente ate que o tribunal prove o contrario.

Jéssica comprou um novo chip para usar enquanto 'comandava' o crime. Os marginais mataram o rapaz com um laço feito com ferros ,que foi puxado pelos dois lados, seguido de espancamento já no chão .

A Policia Nacional quase não respondeu as perguntas dos jornalistas presentes e muitas duvidas sobre caso ficaram por ser esclarecidas.

A Platina Line tem esta noticia em desenvolvimento

Já lá vão  16 dias desde o Assassinato  do Jovem Jorge Valério , também conhecido entre os amigos por "Jay Jay" e Tucho.

 Temendo que o caso se abafe e seja esquecido, o irmão vais velho de   Jay Jay, Roger Danilo Cruz Cruz  pede ajuda aos órgãos de comunicação social Angolana  para   “refrescar a memória da Policia,  Ministerio Publico,  e da  Procuradoria da república com fim de que os suspeitos do morte do seu irmão possam  ser  investigados,  julgados e condenados.  ”

 "Amigos do Jorge Valério (Tucho) vamos voltar a pressionar pois a policia pouco tem feito para a resolução do caso, o que eles querem fazer é deixar a poeira baixar e soltar os marginais vamos deixar que isso aconteça? Apelo ao clube K, Platinaline, Tv zimbo, Tpa , Ecos e Factos(ou a quem conheça alguém em cada uma desses meios de informação) vamos procurar voltar a falar sobre o caso do Jorge, a família sente se indignada com tanta falta de notícias sobre o caso. Vamos deixar que estes marginais não sejam culpados pelos crimes que cometeram? Vamos deixar que este passem impune e outros mais venham fazer barbaridades e não sejam punidos??? Vamos deixar que muitos mais venham e matem mais 1 na nossa querida família ou um amigo nosso??? Justiça, justiça Que mundo é este vamos as rádios, televisão, vamos gritar A quem conhece o Almir,  Analtina vamos fazer com  os mesmo passem a mensagem nos seus postos d trabalho!!! — clama Roger Danilo Cruz."

A Policia Nacional na semana do crime prometeu divulgar detalhes do assassinato , mais até ao momento não voltou se pronunciar. Todavia  a família e os  cidadãos  Angolanos,  clamam por respostas  á varias duvidas : O que Policia está fazer? Qual é resultado das investigações ? Em que pé estamos nas investigações ? quem ainda está detido? Quem foi mais detido?

Neste ínterim,  urge por parte da Policia Nacional, repostas céleres e praticas , de como processo caminha para que o caso,  Não caia no esquecimento e seja arquivado e seus responsáveis ficarem impunes.

No entanto a Policia Nacional  garantiu a cerca de duas semanas,  que os suspeitos  estão detidos, preventivamente,  com idades compreendidas entre os 16 e 18 anos, com indícios de terem cometido o crime, que após a conclusão das investigações serão oportunamente apresentados ao público”, garantiu. O Director provincial de Luanda da Polícia de Investigação Criminal, António Pedro Amaro Neto.

Segundo dados oficiais da policia , Jorge Valério  Cruz  foi sequestrado em Luanda por um grupo de jovens, levado para uma zona distante do centro da cidade onde foi torturado, morto e queimado de forma brutal. Jorge Valério Coelho da Cruz, tinha apenas  20 anos

Local onde foi Morto Jay Jay

Polícia apela pais a prestarem mais atenção aos filhos para evitar crimes


O Director provincial de Luanda da Polícia de Investigação Criminal, António Pedro Amaro Neto, convocou hoje a impressa para esclarecer detalhes sobre a morte do  Jorge Valério Coelho da Cruz, de 20 anos, no passado dia 01 do corrente mês  o crime perpetrado é apontado a autoria á 4  jovens .

 António Pedro Amaro Neto desmentiu as informações postas a circular, sobretudo nas redes sociais, segundo as quais os supostos assassinos de Jorge Valério da  Cruz estariam soltos.

“Temos connosco detidos, preventivamente, quatro jovens com idades compreendidas entre os 16 e 18 anos, com indícios de terem cometido o crime, que após a conclusão das investigações serão oportunamente apresentados ao público”, garantiu.

Segundo dados policiais, Jorge Valério  Cruz  foi sequestrado em Luanda por um grupo de jovens, levado para uma zona distante do centro da cidade onde foi torturado, morto e queimado.

De acordo com o director da Polícia de Investigação Criminal, a corporação tem registado com preocupação muitas acções criminosas cometidas por crianças, adolescentes e jovens, provavelmente porque os seus pais não têm conseguido transmitir os valores cívicos e morais de que necessitam.

António Pedro Amaro Neto é de opinião que outras crianças têm a sua conduta desviada devido à má interpretação do que veem na televisão e na Internet.

“É importante que os pais conheçam as amizades dos seus filhos, o seu comportamento dentro e fora de casa e proíbam que as crianças fiquem muitas horas na Internet sem fiscalização sobre o conteúdo dos assuntos que vêm”, reforçou.

Desta forma, disse, seria possível orientar a consciência e conduta dos filhos no sentido positivo e reduzir grandemente a probabilidades de envolvimento e ocorrência de crimes hediondos.

O director provincial de Luanda da Polícia de Investigação Criminal, António Pedro Amaro Neto, apelou também  , na   sexta-feira, em Lunda , aos pais e encarregados de educação a prestarem maior atenção e terem um controlo mais eficaz sobre os filhos para que estes não se envolvam em crimes.

Uma cidadã nacional de 33 anos de idade, desaparecida desde o dia 14 de Agosto do ano em curso, foi encontrada morta na quinta feira , pela Polícia Nacional no interior de um poço de água de aproximadamente 12 metros de profundidade, no Bairro da Lage, cidade do Lubango, província da Huíla.

Falando a à imprensa, o porta-voz da corporação, superintendente-chefe Paiva Tomás, revelou tratar-se da cidadã Jaqueline Emerciana Tupuepo, professora de profissão.

Avançou que fruto de trabalho de investigação, a Polícia Nacional conseguiu, no dia 28 do mesmo mês, localizar a viatura da vítima, que conduziu a detenção dos cidadãos Francisco Gomes Ndeia, suposto comprador do veículo e Cláudio Simão José Ndala, presumível namorado.

“A descoberta do local deveu-se mesmo ao acto confesso dos detidos, alegando serem os autores do caso, tanto mais que o suposto namorado disse que para se livrar do corpo teve envolve-la num lençol e atira-la a cacimba”, disse.

“Com esta declaração, podemos mesmo encontrar no local o corpo já em estado de putrefacção. Está confirmado o crime e considera-se um homicídio voluntário e com outros concursos”, esclareceu.

O oficial explicou que apesar do suposto namorado ter confessado o crime, não se sabe ainda o certo quais as razões que o levaram a proceder de tal forma, a ponto de tirar a vida da jovem.

Disse que a investigação continua por parte da polícia especializada em criminalística e de um médico legista, até que se apure e se determine a verdadeira causa da morte.

Os acusados foram hoje presentes ao Ministério Público e brevemente serão apresentados publicamente.

Segue-nos no Facebook

 

Os principais suspeitos do assassinato do jovem Jorge Valério Coelho da Cruz “Tucho”, já se encontram deste terça feira detidos pela polícia, apurou a Platina Line junto a familiares do malogrado.

O corpo de Jorge Valério Coelho da Cruz, desaparecido desde Sábado último, foi encontrado na morgue central de Luanda com sinais de asfixia, segundo resultado da autópsia que a Platina teve acesso.

Fausta da Conceição, tia do malogrado confirma a prisão dos supostos autores do assassinato. “Nós é que apanhamos os jovens e levamo-los à polícia”, explicou.

Jorge Valério Coelho da Cruz “Tucho”, 20 anos, era estudante Universitário de Gestão e Recursos Humanos, filho de um antigo jogador de basquetebol “Cristo”.

A polícia nacional promete esclarecer este caso nos próximos dias.

O Jovem Jay Jay, foi nesta quarta feira a enterrar no cemitério alto das cruzes . e no próximo sábado as 16 horas com partida no porto de Luanda, ira se realizar uma marcha contra Violência , a organização apela sua participação.

Segue-nos no Facebook

Luanda - Os restos mortais do Jovem   Jorge Valério Coelho da Cruz "Tucho" o Jay Jay  , falecido na passado Sábado 29, vítima de  crime brutal por parte um grupo de jovens. , em Luanda, foram enterrados ontem por volta das 11 horas   Cemiterio Alto das Cruzes. 

A cerimónia foi acompanha por familiares, amigos e sociedade civil que partilharam mensagem de dor , e  de Não a Violência.  Segundo resultado da autópsia que a  Platina  teve acesso, o morte do Jovem  foi causada por asfixia. Depois de uma intensa tortura  e espancamento.

Jorge Valério Coelho da Cruz “Tucho”, 20 anos, era estudante Universitário de Gestão e Recursos Humanos, filho de um antigo jogador de basquetebol “Cristo”.



Entenda o Caso

Segue-nos no Facebook

O Bem sucedido rapper Angolano Kid Mc levantou sua voz  sobre o caso  Jorge Valério Coelho da Cruz (Tucho. Parafraseando o rapper, existem problemas mais importantes na sociedade Angolana que merecem manifestação do que á  morte  deste jovem. 

"Diariamente morre tanta gente vítima de assassinatos macabros e nos próprios testemunhamos isso vendo as notícias pela televisão e nunca as pessoas demostraram interesse em fazer uma manifestação contra a violência. Hoje por morrer este jovem (Jorge Valério) somos convocados para uma manifestação...Não que eu queira banalizar o que aconteceu com este rapaz mas existem coisas mais prioritárias como por exemplo a constante falha de energia e água que merecia realmente uma manifestação."   Dispara Kid Mc no seu perfil da rede social Facebook.

 Mais tarde com repercussão do caso ele tentou dar uma amenizada no caso dizendo que foi mal interpretado.

"Fui muito mal interpretado pelo pessoal que esta a fazer a campanha da manifestação contra a violência em memória de J Valério. Como eu já disse e volto a dizer: Não serei eu a vos impedir que façam tal manifestação até porque não sou ninguém para fazer isso e acima de tudo sei que uma vida não se compara com um recurso renovável como a energia mas muitos de vocês estão a ignorar o facto que por falta de energia muitas famílias estão a sofrer assaltos a mão armada e que com certeza vai terminar em morte.Eu dei a minha opinião em relação ao assunto e se existe algo que me indigna mesmo é a hipocrisia de escolher a quem amar. Boa sorte para os que lá estarão." Conclui Kid MC.

Segue-nos no Facebook

O Ex Ministro do Interior usou a mesma via ( club K) que  avançou na tarde de terça feira que  para negar a paternidade Adilson Monteiro  um dos suspeitos de matar o Jovem Jorge Valério Coelho da Cruz “Tucho” nos arredores de Viana   era seu filho. 


Em exclusivo aquela publicação o ex-ministro do Interior, Roberto Leal Monteiro “Ngongo”  contou que que o jovem Adilson Monteiro (na foto) não é o seu rebento, como diz certas imprensas. O mesmo alega que tem apenas quatro filhos e nenhum deles atende pelo nome “Adilson”. Percebe-se no entanto que  , o acusado deverá ser filho de um outro oficial militar identificado por “general Monteiro”.

Adilson Monteiro esta a ser acusado de ter liderado um "Plano " que culminou com a morte de Jorge Valério Coelho da Cruz “Tucho” nos arredores de Viana. A vítima foi espancada até à morte antecedida de varias sessões de tortura.

 

Platinaline/Club K  

Segue-nos no Facebook

O crime bárbaro que chocou a comunidade Angolana nas redes sociais ,   continua a produzir  novos desenvolvimentos , á   Platina Line teve acesso as imagens do local, onde o rapaz foi executado e brutalmente assassinado.

Conforme as imagens o Jovem   Jorge Valério Coelho da Cruz (Tucho)  ou Jay Jay, de 20 anos , foi morto nas imediações do Estádio  11 de novembro. Na noite do crime a vizinhança ouviu disparos e  sons de violência

Jorge Valério “Tucho” que completou 20 anos no passado dia 11 de Junho, é filho de um antigo jogador de Basquetebol, Cristo.  Estudava Gestão de Recursos Humanos na Universidade Lusíadas de Angola.

De acordo com a  Autopsia feito pela    instituto  legal , através de o seu relatório divulgado no jornal da rádio Luanda  aponta que o jovem Jorge , morreu  Asfixiado.

O Corpo do Malogrado encontra-se nos   Bombeiros onde pernoitou  e o funeral  realizar-se-á  hoje  as 10 horas no cemitério alto das Cruzes.

Tio do jovem mandante do crime 

Entretanto um grupo de jovens realiza este sábado dia 6 de Outubro às 17h uma marcha contra violência . A concentração será as 16:30 e a partida será as 17h no Porto de Luanda, percorrendo Marginal de Luanda (avenida 4 de Fevereiro) até início da Ilha de Luanda, vulgo Copacabana em frente do clube naútico e wimpy.

 

Leia Mais

Rapaz procurado no Facebook é encontrado morto

Autópsia Oficial revela que Jorge Valério morreu Asfixiado