segunda, 02 maio 2011 18:07

Cantora "Noite Dia" Meu marido è ciumento

 

Anabela Etianeth Ferreira Bento é conhecida nas lides artísticas como Noite e Dia. Nasceu na Rua Azul, no bairro da Precol, em Luanda. É uma das mais categorizadas vozes femininas do kuduro em Angola. 



A mãe é costureira e fez-lhe uns calções pretos, que ela vestia com sapatilhas brancas. Anabela continuou a combinar as cores branca e preta na escola e ficou para sempre conhecida por Noite e Dia. Quando enveredou pela vida artística usou esse pseudónimo. Nasceu a 24 de Outubro de 1984, na Rua Azul da Precol. Anabela considera-se uma mulher aberta e sem tabus. 



Na meninice gostava imenso de dançar. Por isso ingressou no grupo de dança Fano Jackson. Com o apoio da irmã mais velha seguiu em frente com firmeza. Noite e Dia sonhava ser bailarina mas o grupo se desfez quando a sua irmã mais velha o abandonou. Procurou outro grupo de dança. 


O destino foi um grupo de dança tradicional. As actividades artísticas da companhia de dança restringiam-se à Precol e Rangel. Nessa época, faziam furor em Luanda nomes como Fofa Ndó, Puto Prata e mestre Yara. Contagiada pelo ritmo do kuduro decidiu abandonar a dança e optar pelo canto. A caminhada solitária de nada lhe valeu. No Rangel conheceu Puto Prata que tinha fama e respeito entre os kuduristas de Luanda. 

 


“Fui ter com ele e pedi-lhe para compor uma canção. Ele aceitou fazer uma música para mim”. Em 2002, Noite e Dia consegue entrar pela primeira vez num estúdio de música. Puto Prata sugeriu-lhe um dueto. A junção dasvozes, resultou nos temas “Mega” e “Guetho na City”. Mas, a fraca qualidade instrumental e vocal fizeram com que o projecto fosse um fracasso. Persistente, não desistiu. 

 


Nas semanas seguintes, Noite e Dia voltou ao estúdio em companhia de Puto Prata para gravar a música “Kibeixa”. A canção converteu-se num dos maiores sucessos do kuduro em Angola. Anabela e Puto Prata participaram em muitos espectáculos em Luanda e no resto do país. 

 


Em 2004 foi eleita vencedora do Top Kuduro, uma iniciativa da Rádio Nacional de Angola. Aos 20 anos, Noite e Dia atingiu o apogeu na sua carreira artística. Tinha o caminho aberto.

 



Insatisfação dos pais

A caminhada artística de Noite e Dia, foi marcada por persistência e coragem, enfrentando o descontentamento dos pais: “eles não queriam que eu cantasse”. Várias vezes foi castigada pelo pai, Joaquim Bente e pela mãe, Maria de Fátima Bente. O apoio moral, vinha dos irmãos mais velhos, Beny e Mina. Mas duvidavam das capacidades artísticas de Anabela. Por isso, diziam-lhe: “canta bem para não passarmos vexame”. 



Noite e Dia foi convidada a cantar no programa da Nila Borja. As imagens televisivas e o sucesso chegaram aos ouvidos do pai. Naquele dia, Noite e Dia levou do pai “uns tabefes” e a proibição de continuar na música. Para continuar, teve que jurar a pés juntos que ia conciliar a música com os estudos. Mas o pai não cedeu e foi proibida de ir aos espectáculos. Para sair à noite, só acompanhada do irmão mais velho. 



Mas saltava às escondidas o muro de casa para cantar nos espectáculos do bairro. Um dia o radialista Afonso Quintas foi sensibilizar os pais: “só assim, aceitaram que eu cantasse kuduro”.   



Noite e Dia Responde

Quantos discos já gravou?
No total três. Estou a concluir os preparativos para o lançamento este ano, do meu quarto disco com o nome de Roleta Russa. 

Porquê Roleta Russa?
Acho que a vida é como um jogo. A Roleta Russa significa a vida e a morte. Neste momento estou viva e trato a vida como um jogo. 

Quantas faixas musicais tem o disco?
São dez faixas musicais. Vou continuar no mesmo estilo artístico que é o kuduro. Neste estilo ainda me encontro bem. Qualquer dia posso trocar de estilo. 
É estudante universitária?
Sim. Passei pelo Instituto Médio Industrial de Luanda (IMIL), e hoje sou estudante da UTANGA, no curso de gestão de empresas. 

Casada? 
Sou casada há três anos e mãe de um menino que completou recentemente três anos. Sou casada com o Locó jogador do Petro de Luanda. Ele não gosta de falar da nossa vida íntima. 

A relação conjugal é boa?
Sim. Temos uma relação normal como qualquer casal. O meu marido é muito ciumento. Às vezes tenho problemas por causa da minha vida artística. Mas tudo se resolve. 

Já pensou deixar
de cantar por ele? 
Não. Não deixo de cantar por ninguém. Se não peço para ele deixar de jogar, não vejo porque ele teria que me obrigar a deixar de cantar. Na verdade, ele nunca tocou nessa questão. 

Como é o vosso dia a dia? 
Graças a Deus fazemos os possíveis para termos o nosso dia a dia à vontade. Normalmente aproveitamos os nossos tempos livres para estarmos juntinhos com o nosso filho, pois que não temos tempo para ele durante a semana. 

Tem defeitos? 
Logicamente. Sou muito rabugenta. 



Show das Divas 2009 

Noite e Dia é uma referência do kuduro em Angola. Ao longo da sua caminhada artística guarda muitos momentos bons, entre os quais a sua actuação no show de eleição das Divas 2009: “jamais esquecerei a receptividade que tive naquele show. Senti-me valorizada”.

 

 

fonte: Jornal De Angola 

Comentar

     

Atualizar

Código de segurança